John Stott morreu aos 90 anos: Um dos maiores teólogos e escritores cristão do mundo

Interativo Gospel

Morreu John Stott, um dos maiores líderes cristãos do século XX



Faleceu na tarde desta quarta-feira, 27, o líder e evangelista londrino John Stott.

Segundo informações do presidente do ministério que carrega o nome do líder, Benjamin Homam, a morte aconteceu às 3:15 (horário de Londres) por complicações relacionadas à sua idade avançada -Stott tinha 90 anos-. Nas últimas semanas, Stott já não vinha se sentindo bem.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Seu ministério divulgou que Stott estava “cercado por diversos amigos que estavam lendo a Bíblia e ouvindo Messias de Handel, quando foi em paz para estar com seu Senhor e Salvador”.

Homam frisou ainda que o ministério já se preparava para o pior. “Stott deixou um exemplo impecável para lideres de ministérios em todo o mundo. Deixou para muitos um amor pela igreja global, e uma paixão pela fidelidade bíblica e amor pelo Salvador”.

Considerado uma das mais expressivas vozes da Igreja Evangélica contemporânea, o inglês Jonh Stott nasceu em 27 de abril de 1921. Foi um agnóstico até 1939, quando ouviu uma mensagem do reverendo Eric Nash e se converteu ao cristianismo evangélico.

“O cristianismo não é primariamente 
um sistema ético, um sistema de ritual, 
um sistema social, ou um sistema eclesiástico, 
ele é uma pessoa, ele é Jesus Cristo
e ser um cristão é conhecer a Jesus, 
é segui-lo e acreditar nEle.” John Stott

Estudou Línguas Modernas na Faculdade Trinity, de Cambridge. Foi ordenado pastor pela Igreja Anglicana em 1945, e iniciou suas atividades como sacerdote na Igreja All Souls, em Langham Place. Lá continuou até se tornar pastor emérito, em 1975. Foi capelão da coroa britânica de 1959 a 1991.

Stott tornou-se ainda mais conhecido depois do Congresso de Lausanne, em 1974, quando se destacou na defesa do conceito de Evangelho Integral – uma abordagem cristã mais ampla, abrangendo a promoção do Reino de Deus não apenas na dimensão espiritual, mas também na transformação da sociedade a partir da ética e dos valores cristãos.

Em 1982, fundou o London Institute for Contemporary Christianity, do qual hoje é presidente honorário.

Stott é autor de mais de 50 livros ao longo de sua caminhada com Cristo, entre eles sua obra Cristianismo Básico é considerado seu trabalho mais influente, publicado em 1958 foi traduzido para mais de 60 idiomas.

Seu último livro foi O Discípulo Radical, escrito em 2010, que serviu de base para a fé de muitos Cristãos.

O evangelista Billy Graham, amigo de Stott, que juntos idealizaram o famoso encontro para a evangelização do mundo o Lausanne na Suíça, disse em um comunicado que “O mundo evangélico perdeu um de seus maiores porta-vozes” e acrescentou “Eu perdi um de meus amigos pessoais e assessores. Estou ansioso para vê-lo novamente quando eu for para o céu”

O Pr. André Sant’Anna da Batista da Redenção, Rio de Janeiro, disse sobre a perda ao The Christian Post: “Essa perda representava mais uma lacuna quando o assunto é consistência de ensino e mensagem expositiva. A necessidade que temos hoje de homens com o nível de John Stott, em um tempo de superficialidade que vivemos é muito grande, essa é uma perda lamentável.”


Fonte: Creio/Gnoticias/InterativoGospel
Ele é Cristão
Ele é Cristão

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário