Ore - 29: Nishan torna-se um cristão secreto

Nishan torna-se um cristão secreto

"Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará." Mateus 6.6

http://www.iecbr.com.br/est/images/stories/temadoano2010.jpg

Aos 27 anos, Nishan tinha acabado de se formar na faculdade e foi estagiar em um hospital quando ouviu pela primeira vez a mensagem do evangelho.

Três anos mais tarde, ele contou à sua família que havia se tornado um seguidor de Jesus Cristo. Furiosos com a notícia, seus parentes o capturaram e o mantiveram trancado em um quarto escuro no sótão de sua casa por 13 dias, sem qualquer alimento.

Durante esse tempo, ele sentiu Jesus ao seu lado, e foi um momento de grande alegria saber que, além de não estar só, quem lhe fazia companhia era o próprio Senhor. Seus únicos aliados na família foram sua irmã e sua mãe. Mesmo com medo de ser pega e punida, a irmã de Nishan secretamente lhe levava as refeições e, somente depois que sua mãe implorou muito, seu pai o libertou.

Depois disso, para não colocar sua irmã e mãe em perigo, Nishan decidiu tornar-se um cristão secreto. Ele agora vai para a mesquita, mas ora a Isa al Masih – Jesus. Em sua vizinhança, Nishan é um dos dezesseis cristãos secretos que se encontram na mesquita. Ao frequentá-la, seu respeito na comunidade é mantido e, ao mesmo tempo, ele tem a oportunidade de construir um relacionamento com outros cristãos secretos.


Pedido de Oração
  • Louve ao Senhor por cristãos que vivem em áreas onde são perseguidos e, mesmo assim, corajosamente, permanecem firmes em sua fé. Ore para que Deus os proteja e conforte. Que a verdade do evangelho penetre o coração de seus perseguidores e lhes traga paz.
Fonte: PortasAbertas.org.br
Ele é Cristão
Ele é Cristão

This is a short biography of the post author. Maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec vitae sapien ut libero venenatis faucibus nullam quis ante maecenas nec odio et ante tincidunt tempus donec.

Nenhum comentário:

Postar um comentário